Sobre nós

WhatsApp_Image_2020-05-30_at_15-removebg-preview(1)

Missão

Fazer publicações com um intuito de abranger um maior público alvo sobre assuntos internacionais. Internacionalistas escrevendo sobre o sistema internacional, mantendo comunicação com outros setores e profissionais sobre o assunto. A intenção é manter um meio termo entre o jornalismo e uma análise crítica de um artigo científico conciso e extenso. Textos rápidos porém profundos em que o público alvo possa entender com facilidade o assunto discutido.

Visão

Compromisso com uma análise sóbria

Individualidade sobre os assuntos

Diálogo comprometido com o conhecimento

Valores

Credibilidade

Cosmopolitismo

Pluralidade teórica

Responsabilidade

Autenticidade

O projeto Dois Níveis nasce com a missão de produzir análises por meio de publicações sobre assuntos internacionais, com o intuito de abranger o maior público alvo possível. Profissionais de diversas áreas, estudantes de múltiplos níveis de formação, enfim,  todos inclusos a um passo de se informar mais.  A intenção seria de pincelar elementos entre o jornalismo e a linguagem acadêmica, vista por muito em artigos científicos.

Aí você se pergunta, como se daria isso? 

Por meio de textos rápidos e significativos em que o nossos leitores possam entender com facilidade os assuntos discutidos.

O nome “Dois Níveis” surgiu da inter-relação com a abordagem teórica de Robert David Putnam. O autor propõe a teoria dos jogos de dois níveis, teoria essa que argumenta sobre as negociações internacionais serem um resultado das ações que ocorrem entre níveis. No nível nacional, onde legisladores articulam com grupos da sociedade civil pressionando a tomada de decisão por parte do Poder Executivo na arena internacional. E no âmbito internacional, quando o tomador de decisão negocia com as outras nações.

É importante notar que, no processo de tomada de decisão, existe a comunicação entre os níveis por meio das considerações de pressões de grupos nacionais, as quais se revelam importantes para os líderes nacionais, pois estes procuram  manter a sua governabilidade. Sendo assim, a política externa de um país, inicia-se no âmbito local das negociações, ou seja, entre grupos domésticos. E desta perspectiva aparece o Projeto Dois Níveis.

Tomadas de decisões não são unilaterais.

 Logo, por que o conhecimento seria unilateral?

Sabe o que é interessante? Todos os idealizadores do projeto estão em formação pela Universidade Federal de Goiás, no curso de Relações Internacionais. Isso mesmo! Você estará lendo o que futuros Internacionalistas têm a dizer sobre a análise do sistema internacional. Ah, mais que vantagem eu teria em ler algo vindo de estudantes? A ideia é se colocar como democratizadores do conhecimento, por isso como visão do projeto estabelecemos: o compromisso com uma análise sóbria, a individualidade sobre os assuntos, o diálogo comprometido com o conhecimento.

Dessa forma, fique tranquilo(a). Pretendemos inclusive manter comunicação com outros setores e profissionais que tange os assuntos que iremos tratar. Promovendo através de entrevistas ou participações na redação dos textos um constante diálogo com bastante pluralidade teórica.

Autor